Fechar
Buscar no Site

Assassino morre em tiroteio depois de também matar filho de ex-prefeita

Márlon Ribeiro da Silva foi morto após assassinar 4 pessoas

Identificado como Marlon Ribeiro da Silva, de 21 anos, o principal suspeito do triplo homicídio da madrugada de sábado, em São João do Soter, durante um conflito num arraial, foi linchado na manhã deste domingo (1/7), depois de fazer mais uma vítima: o jovem Tássio Rocha, filho da ex-prefeita do município, Luiza Rocha.

Marlon estava escondido num matagal e a Polícia o procurava desde a madrugada dos crimes. Horas atrás, ele foi localizado e houve troca de tiros. Antes de ser morto, Marlon atirou no filho da ex-prefeita Luiza Rocha. Revoltados, populares ainda cortaram o corpo de Marlon em vários pedaços.

Com os dois casos de hoje, subiu para cinco o número de mortos na tragédia de São João do Soter, que aconteceu durante um festejo junino na cidade, situada no leste maranhense.

As primeiras vítimas foram o secretário de Cultura da cidade, Cícero de Jesus Costa Rocha (ex-vereador do PSD), de 44 anos; o vereador Antônio da Conceição Aguiar (conhecido como “Totonho”, do PTN), de 46 anos; e José Ferreira da Silva Júnior, o “Júnior do Naza”.

O irmão de Márlon, identificado como José Walison Ribeiro da Silva, de 18 anos, também se envolveu na confusão no arraial, e foi espancado por populares, sendo internado em estado grave na UPA de Caxias [morreria dias depois].

De acordo com informações policiais preliminares, os assassinatos ocorreram no arraial patrocinado pela Prefeitura, após uma confusão generalizada, ocorrida pouco antes das 4h da madrugada.

O horário anteriormente determinado pela Polícia Militar era 2h, mas se estendeu por mais duas horas, após negociação dos policiais com os organizadores, entre eles o secretário Cícero Rocha e o vereador “Totonho”.

Marlon e o irmão causaram a confusão. Walison, irmão de Márlon, estaria armado, e quando os organizadores da festa tentaram desarmá-lo, Marlon se aproximou, tirou a arma de sua mão e atirou contra Cícero e “Totonho”.

Os criminosos tentavam fugir de moto, quando “Júnior da Naza” quis detê-los, atirando pedras, sendo também baleado e morto por Marlon.

O atirador, morador do povoado Porcos, conseguiu fugir na direção de uma área de brejo do município

Soldado reformado da Polícia Militar do Maranhão (PM-MA), Cícero Rocha era irmão do ex-prefeito Clodomir Rocha (PFL; gestor por dois mandatos, de 2001 a 2004 e de 2005 a 2008).

O vereador “Totonho” era comerciante. Nascido em Caxias, ele teve 316 votos nas eleições de 2016, ficando em 9º lugar entre os 11 vereadores eleitos em São João do Soter.

“Totonho” era aliado da atual prefeita “Josa” (Joserlene Silva Bezerra de Araújo, do PSD), que, por sua vez, teve o apoio da família Rocha.

“Júnior da Naza” era genro do ex-prefeito Clodomir e trabalhava com uma equipe de som, que montou um “paredão” no arraial da Prefeitura.

Mais duas mortes – Agora cedo, a Polícia Militar e populares localizaram Marlon. Houve tiroteio, ele assassinou também o jovem Tássio Rocha (sua 4ª vítima), filho da ex-prefeita do município, Luiza Rocha, e acabou sendo morto. Publicado em 1º de julho de 2018)

 

 

 

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias