Fechar
Buscar no Site

A volta de Zé Reinaldo e Roseana, o ‘tudo ou nada’ de Weverton e o fortalecimento de Brandão

Foto: Reprodução

 

A marca de 1 milhão de doses de vacinas aplicadas no Maranhão, alcançada pelo governo do estado; o retorno dos ex-governadores José Reinaldo Tavares e Roseana Sarney à cena política, o ‘tudo ou nada’ que incomoda o senador Weverton Rocha, e o início do fortalecimento de Carlos Brandão são assuntos em destaque no Colunaço deste domingo, 25. Dr. Pêta fala, ainda, das provocações políticas, de uma possível chapa em gestação com a vaga de vice destinada ao PDT e também traz os intrigantes Mistérios da semana. Boa leitura!!!

 

COLUNAÇO DO PÊTA – 

PETINHADAS –

*** Rapaz, essa merece destaque, como fez o Jornal Pequeno desse sábado, 24, com uma ‘baita’ de uma manchete de capa: o anúncio de Flávio Dino, de que o Maranhão aplicou 1 milhão de doses de vacina contra a Covid-19!!! Segundo o governador, o estado recebeu 1,5 milhão de doses, que foram distribuídas em todos os 217 municípios maranhenses!!! A marca se refere ao número de cidades com imunização acima de 70% – que passou de 121 para 168, em uma semana!!! Nesta semana agora, novas doses serão distribuídas aos municípios que alcançarem 75% de aplicação!!! E na semana seguinte mais doses àqueles que chegarem a 80% ou mais na aplicação!!! É isso aí!!!

*** O assunto era para ser comentado aqui no domingo passado, mas vazou “em cima da hora” e a reunião do governador Flávio Dino com o vice Carlos Brandão e o senador Weverton Rocha já estava ‘na forma’, com todas as informações devidamente apuradas pela ‘muriçoca chipada’ do Dr. Pêta!!! Trata-se do anunciado (ainda extraoficialmente) retorno à cena do ex-governador José Reinaldo Tavares, que, com isso, voltou a ser destaque na mídia da ‘Grande Ilha’, principalmente na blogosfera!!! E a notícia chegou dando conta de um convite encaminhado a ele pelo governador Flávio Dino para ocupar um cargo no governo do Estado!!! Seria difícil imaginar tal iniciativa sem ‘um dedo’ do vice-governador Brandão, que, afinal, desempenhou um papel importante no governo Zé Reinaldo como seu chefe da Casa Civil, além de grande amigo!!! Dono de um temperamento reservado e cordial, Zé Reinaldo preferiu não confirmar nada antes que o próprio governador se pronuncie oficialmente sobre o assunto!!! Fontes com credibilidade, no entanto, confirmam que ele deverá aceitar e que deve reunir-se com Flávio Dino no início da semana!!!

*** A notícia obteve repercussão extremamente favorável, já que Reinaldo possui grande aceitação e admiração da classe política!!! Além de ter sido o artífice da maior mudança na política maranhense das últimas décadas, o ex-governador tem experiência decisiva para pesar no jogo da sucessão em favor do vice-governador Carlos Brandão, aliado de longas datas!!! “O trabalho em favor do desenvolvimento do Maranhão precisa ser maior do que qualquer adversidade. Adversários são comuns, até no mesmo grupo, mas ter inimigos é a antipolítica”, posicionou-se José Reinaldo, recentemente, sobre seu afastamento de Flávio Dino, em 2018, quando se lançou candidato ao Senado!!! E citou que ele e Jackson Lago disputaram o governo em 2002, em uma acirrada eleição, mas que nenhum dos dois rebaixou o debate para caluniar ou insultar!!! Isso possibilitou que, quatro anos depois, quis o destino que José Reinaldo no governo contribuísse, de maneira decisiva, para que Jackson realizasse seu maior sonho político: ser governador do Maranhão!!!

*** Reiteradamente, Dr. Pêta vem ‘cravando’ aqui no Colunaço que, apesar de não se manifestar claramente, o governador Flávio Dino vem sinalizando a sua preferência pelo vice Carlos Brandão para ser o candidato do grupo governista em 2022!!! E que em nenhum momento se viu qualquer sinal de Dino, no mesmo sentido, pelo senador Weverton Rocha!!! O que se depreende dessa notícia do retorno de José Reinaldo à cena política é simplesmente mais um sinal da preferência do governador pela figura que pretende ver encabeçando a lista majoritária do grupo na sua sucessão!!! E uma sinalização de forma mais incisiva ainda, porque se trata da retomada de uma aliança – vitoriosa – com o grande amigo e parceiro de Brandão!!! Pela experiência e habilidade que possui, não há a menor dúvida de que José Reinaldo Tavares terá uma participação muito importante nesse processo que tem como objetivo maior dar continuidade a um trabalho de mudança no Maranhão iniciado em 1º de janeiro de 2015, quando Flávio Dino assumiu comando do Palácio dos Leões!!!

*** Não é à toa que Dr. Pêta vem mostrando aqui, também, o dilema do senador Weverton Rocha!!! Pré-candidatíssimo ao governo do estado, o presidente do PDT-MA tem dois caminhos a seguir para 2022: ‘ouvir’ a sugestão que lhe foi feita nas ‘entrelinhas’, durante a reunião com Flávio Dino, de que o mandato de Brandão será curto, caso prevaleça o” entendimento pela união do grupo”; ou partir para o ‘tudo ou nada’, com um racha que tornará a eleição cara e arriscada!!!

*** Bom, mas voltemos a falar no ex-governador maranhense!!! O ano era 2006 e todos sabem: Zé Reinaldo construiu os caminhos para a eleição do saudoso Jackson Lago!!! Reuniu nomes de peso: Humberto Coutinho, Edson Vidigal, Cleomar Tema, Carlos Brandão e o próprio governador Flávio Dino!!! O foco era um só: eleger Jackson Lago e continuar as mudanças iniciadas por José Reinaldo Tavares, com Carlos Brandão já atuando na Casa Civil…, bem próximo às principais decisões políticas do estado naquele período!!! Humberto Coutinho foi preciso no movimento das peças: colaborou ativamente com todas eleições de Flávio Dino!!! Chegamos a 2014!!! Dino, Brandão, Zé Reinaldo e Humberto seguem juntos!!! Flávio Dino é eleito governador com Brandão de vice e todos avançam no protagonismo político!!! Com 2022 na mira, o grupo permanece unido, com Humberto Coutinho presença viva na deputada Cleide, que mantém fortes os propósitos pedetistas que a tornaram uma grande expoente em todos os meios em que transita!!! É ou não a medida perfeita para uma chapa “Zero Defeitos” para as próximas eleições: Dino de senador, Brandão governador e Cleide vice???!!! O ‘traçado’ mantém vivas a chama do PDT e a memória de Humberto Coutinho…, aliado e fiel conselheiro de todos que compõem essa história por um Maranhão de todos!!! Chapa quentíssima!!!

*** E quem também está de volta à cena política é a ex-governadora Roseana Sarney!!! Em entrevista ao programa da jornalista Leane Lago, conforme divulgação feita pelo blog do John Cutrim (JP online), Roseana confirmou que vai disputar a eleição de 2022!!! Mas, de antemão, Dr. Pêta informa que não será como candidata a governadora nem a senadora!!! Roseana, que pensa decisivamente em comandar o MDB do Maranhão, deve disputar uma cadeira na Câmara Federal; ou, se algumas conversas futuras fluírem bem, pode tentar uma vaga na Assembleia Legislativa, com a garantia de que sentará na cadeira número um do Palácio do Rangedor!!! Deixar a política não passa pela cabeça dela: “Eu entrei e não quero sair. Eu sou política, vou continuar sendo política, e estou pensando agora, em 2022, em voltar a ter um cargo eletivo. Vou colocar meu nome para que as pessoas possam analisar”, disse a filha do ex-senador José Sarney (ressalte-se, aqui, com as devidas felicitações, o aniversário natalício do ex-presidente, que nesse sábado, 24, completou 91 anos!!!

*** Falar em eleição de 2022, essa galera já gosta de uma provocação!!! Tá na ‘boca’ do meio político uma preferência por Cleide Coutinho como candidata a vice-governadora na chapa que deve ser encabeçada pelo vice Carlos Brandão!!! A ideia ganhou força porque a tal preferência, segundo a ‘galera provocadora’, é maior ainda dentro do Palácio dos Leões!!! E aí, será que tem ‘gato miando fino’ com essa jogada ‘mara’!!! Rapaz, para com isso, o palácio quer é paz!!! Depois, depois…!!!

*** A Praça dos Poetas, vizinha ao Palácio dos Leões, em frente ao Tribunal de Justiça e a três metros do prédio da prefeitura, tem uma das mais lindas vistas para toda a Ponta da Areia, baía de São Marcos, ponta do São Francisco, ponte José Sarney e Avenida Ferreira Gullar!!! Pracinha muita arrumada, dá gosto visitá-la e produzir fotografias muito bonitas!!! Turistas não pensam duas vezes em escolhê-la para visitar, usufruindo não apenas da bela paisagem como dos dois quiosques bem arrumados, onde predominam os sucos de frutas regionais!!! Aí ‘me aparece’ um cearense, tira bastante fotos, lancha, elogia o suco e liga para um conterrâneo: “Estou na praça dos poetas, em São Luís. Aqui tem uma vista belíssima, um suco gostosíssimo, mas quando procurei um quiosque para comprar um livro de algum poeta maranhense, cadê”???!!! Do outro lado da ‘linha’, o conterrâneo ‘mandou bala’: “Volta aí amanhã, durante o dia. Pode ser que não estejas vendo porque já são sete e meia”, hahahahahahahahahahaha!!!

***

**********************************************************************************************************

JP MEMÓRIA – RUMO AOS 70 ANOS

Pedro Simon pede que Sarney se

retrate por afirmações sobre Ulysses

O senador Pedro Simon (PMDB-RS) sugeriu, em discurso na tribuna nesta segunda-feira (18 de abril de 2011), que o senador José Sarney (PMDB-AP) peça desculpas à família de Ulysses Guimarães (1916-1992) por afirmação publicada no livro ‘Sarney – Abiografia’, de que Ulysses seria “um político menor”.

O livro, escrito pela jornalista Regina Echeverria, foi lançado no dia 22 de março de 2011. Simon disse que abordava o assunto a pedido da enteada de Ulysses, Celina Campello, filha de dona Mora, também falecida no acidente que vitimou o então presidente do PMDB.

“Eu tenho certeza, Celina, de que o dr. Sarney vai telefonar para ti. Vai lamentar e vai dizer que, num livro de 600 páginas, isso escapou. Ele não vai deixar, dentro da sua biografia, permanecer uma frase como essa, uma frase menor. O dr. Sarney voltará a ter o respeito de todos nós se disser: ‘Houve um equívoco, houve um erro, houve um vazio e eu peço desculpas’ – disse Simon na tribuna.

O livro reproduz trecho de diários escritos por Sarney na época em que foi presidente da República – entre 1985 e 1990 – em que o senador responsabiliza Ulysses por causar problemas ao governo. Sarney diz que Ulysses “não tem grandeza nem espírito público. É um político menor, que tem o gosto da arte da política, puro gosto do jogo, nada mais”.

GRANDEZA DE ULYSSES – Pedro Simon lembrou a importância histórica de Ulysses Guimarães e disse que ele, que na época era presidente da Câmara dos Deputados, é quem deveria ter assumido a Presidência da República em 1985, quando Tancredo Neves adoeceu, e não José Sarney, vice de Tancredo, que não havia ainda tomado posse. Ele frisou que Ulysses abriu mão dessa possibilidade para garantir a sucessão a um civil.

“Não são muitas as pessoas na história da humanidade que têm esse gesto que o dr. Ulysses teve”, afirmou. Simon ressaltou que Ulysses, em vez de se preocupar em assumir a Presidência, orientou e coordenou todas as forças para que o senador José Sarney assumisse o cargo.

“A atitude de Ulysses foi uma atitude de grandeza. E o dr. Sarney devia ser grato”, disse Simon. Ele leu em Plenário o e-mail em que a filha de Ulysses, Celina, pede sua intervenção no caso. Celina relembra a admiração e amizade de Simon por Ulysses e pede que o senador, “com a sua inteligência e capacidade de comunicação”, lembre o legado político do deputado, fazendo um comentário sobre a afirmação do senador José Sarney sobre Ulysses.

BIOGRAFIA AUTORIZADA – A biografia do presidente do Congresso Nacional, senador José Sarney (PMDB-AP), foi lançada nesta terça-feira, 22 de março de 2011, em Brasília, no Centro Cultural Banco do Brasil.

“Sarney, A biografia” (Editora Leya) foi escrita pela jornalista Regina Echeverria, conhecida por também escrever sobre outras personalidades da vida nacional (como Elis Regina e Gonzaguinha).

A autora realizou cerca de 168 entrevistas (incluindo a do próprio senador) para completar o trabalho. Sarney afirmou que a biografia foi totalmente autorizada: Regina pediu acesso aos seus arquivos, que ele só lesse o texto após o término e só publicasse sua autobiografia antes do livro escrito pela jornalista. “Ela descobriu coisas sobre a minha vida que nem eu sabia”, contou o ex-presidente da República ao “Blog do Senado”.

BIOGRAFIA NÃO-AUTORIZADA E CONFUSÃO – Em 2009, o jornalista Palmério Dória lançou uma biografia não-autorizada de Sarney (“Honoráveis bandidos”), sobre as polêmicas na vida do político, desde o início de seu domínio no Maranhão até os últimos escândalos no Senado (Caso Atos Secretos). A noite de lançamento da obra em São Luís terminou em pancadaria entre oposicionistas e apoiadores do senador.

Além disso, a obra não era encontrada nas livrarias da capital maranhense. Questionado sobre o livro, o presidente do Congresso afirmou não dar importância: “Não vi, não li, não me interessa”.

**********************************************************************************************************

*** E pra fechar…

Política colonial falsamente republicana

Desde 1824 – logo depois que se instaurou a independência, declarada, em 7 de setembro de 1822, pelo então regente do país, Pedro de Alcântara, que se tornou o primeiro imperador do Brasil, consagrando-se como D. Pedro I – vivemos um arranjo democrático, que perdura ao longo dos anos, passando pela monarquia e os períodos de regime republicano.

O Brasil nunca foi uma autêntica democracia no sentido original da palavra na língua do poeta épico da Grécia Antiga, Homero. Entre nós, o poder supremo, ou seja, a soberania, jamais pertenceu ao povo (demos). Na verdade, o povo não tem poder algum no Brasil. Ele faz parte de um conjunto teatral, embora não sendo parte propriamente do elenco, mas ficando em torno do elenco. Toda a nossa vida política é decidida nos bastidores.

Embora tenhamos uma Constituição Federal, muito bem-acabada, enquanto peça legal, um código político velado vem assegurando a dominação elitista na sociedade, solapando as regras democráticas. Na verdade, o povo não tem poder algum no Brasil. Ele faz parte de um conjunto teatral, embora não sendo parte propriamente do elenco, mas ficando em torno do elenco. Toda a nossa vida política é decidida nos bastidores. (Antônio Carlos Lua – Jornalista)

 

MISTÉRIO –

*** Qual é o ex-chefe de executivo que pode virar suplente de senador em 2022 e com grandes chances de assumir a cadeira, dependendo do que acontecer na eleição presidencial???!!! Tcham, tcham, tcham, tcham…!!!

*** Quem é o controlador de prefeitura do litoral maranhense, com malharia na ‘Grande Ilha’, que está ‘se vestindo’ e deixando o prefeito ‘descamisado’???!!! ‘Prestatenção’ no ‘serviço’!!! O ‘xará’ lá de Brasília foi preso…

*** Quem são o prefeito e o presidente de Câmara que deram um desfalque numa empresa de transportes com a marca de cigarro e agora estão no radar do MPE???!!!

*** Qual foi o cantor quer ‘caiu de pedradas’ num ex-candidato a prefeito de São Luís???!!!

*** Por que será que a nova sinalização – horizontal e vertical – no bairro do Anil está pronta e anda levando riscos a motoristas e pedestres???!!! Alô, alô, SMTT, ‘bora’ rever esses ‘estudos’!!!

*** Quem foi a figura pública que abriu o seu ‘insta’ para perguntas dos seguidores, mas não encontrou retorno nos stories???!!!

*** Qual é o alcaide da ‘Grande Ilha’ que, revelando-se centralizador, não anda atendendo seus auxiliares, entregando-os à própria sorte???!!! Pior que a sua companheira de campanha é a primeira a ‘soltar o verbo’!!!

*** Quem é o ex-prefeito do leste maranhense que anda ‘costurando’ para figurar como vice numa chapa majoritária, em 2022???!!! Futuros rumos do ‘chefe maior’, porém, podem ‘melar’ a pretensão!!!

*** Qual é a secretária da ‘Grande Ilha’ que está ‘uma arara’ com o ‘chefe maior’ porque alguns colegas seus não conseguem ter acesso a ele???!!!

*** Quem é o parlamentar do partido da ‘ex’ que ‘nego’ deixa ‘cantar de galo’, mas na hora agá ‘corta as asas’???!!!

*** 

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias